Comissões Técnicas e Grupos de Trabalho

Emissões e Consumo Leves
Diretor
João Irineu

Eficiência energética
Coord. Marcos Palásio

Eficiência Energética de Veículos Leves

Coordenador Marcos Palásio – Robert Bosch
Vice-Coordenador: Adriano Rishi - Cummins

O objetivo desta comissão é gerar resultados de relevância para o setor e a sociedade como um todo, focalizando nos assuntos que atribuem os avanços da tecnologia de motores e veículos para o aumento da eficiência energética.

Esta CT já trabalhou com apoio do INMETRO em temas como influência do ar-condicionado, motorista, veículo, combustível, ambiente, pneus e coast down e atualmente trabalha com a discussão de novas tecnologias que poderão ajudar no cumprimento do Inovar-Auto.

Esta comissão trabalha em parceria com governo e institutos: IBAMA, INMETRO, CETESB, IEMA e IPT.

Veic. Elétricos
Coord. Rodrigo Koji

Veículos Elétricos

Coordenador: Rodrigo Koji - Nissan
Vice-Coordenador: Sylvia Talyta Ferreira - Toyota

O objetivo é criar um procedimento de homologação, com base na SAE J1711(Prática recomendada para medição de gases de escapamento e consumo de combustível para veículos híbridos elétricos, incluindo veículos híbridos plug-in – Junho de 2010), porém agora focando nos veículos puramente elétricos.

A Comissão trabalha com a revisão e adaptação da SAE J1634 de acordo com os procedimentos brasileiros.

Esta comissão tem parceria com governo, institutos e associações: IBAMA, CETESB, IEE e ABNT.

Emissões Leves
Coord. Renato Linke

Emissões de Veículos Leves

Coordenador: Renato Linke - Cetesb
Vice-Coordenador: José Cesar Turra Ponte, GM

Esta comissão visa a priorização das ações mais imediatas na fase L6, decorrentes dos próprios resultados da sua aplicação, de forma que não interfiram negativamente no Programa Inovar Auto. Atualmente tem metas para a implantação da correção do desconto do etanol e previsão de fator de emissão deste poluente para fases futuras; proposição de procedimentos para a medição de fatores de emissão de material particulado para motores GDI e Diesel de veículos leves, equivalentes à emissão dos veículos do ciclo Otto atuais; extensão da análise de durabilidade em veículos leves e motociclos; previsão do uso de sistemas ORVR para controle de emissões evaporativas no abastecimento e as diurnas nos veículos leves, inclusive os híbridos recarregáveis; discussão da definição do cronograma de implantação das medidas e limites da fase L7 a ser proposta futuramente para dar início à adequação da infraestrutura de laboratório e equipamentos para as medições exigidas pelos procedimentos a serem propostos.

O grupo já trabalhou na elaboração do OBDBr-1 e OBDBr-2, OBDBr-D e OBDBr2+ (ainda não publicado); no roteiro para aplicação dos novos fatores de deterioração (NBR14008/2007); e no fator de amaciamento para veículos Leves Diesel para ensaios RVEP, na proposta de atualização dos simbolos do OBDBr-2 e OBDBr-D e atualmente trabalha no desenvolvimento de um procedimento para certificar a durabilidade de alterações no conversor catalítico após homologação.

Esta comissão tem parceria com governo e institutos: IBAMA, CETESB e AFEEVAS

Emissões e Consumo pesados
Diretor
Paulo Jorge

EMISSÕES PESADOS
Coord. Jeferson de Lima

Emissões de Veículos Pesados

Coordenador: Jeferson de Lima
Vice-Coordenador: Angelo Alves, UMICORE

Esta Comissão Técnica foi criada para desenvolver e propor as especificações de OBD para veículos Diesel pesados e atualmente está redirecionada à discussão e definição da fase P8 do PROCONVE, considerando os seguintes aspectos para discussão:

· Foi discutida a priorização das ações mais imediatas na fase P7, decorrentes dos próprios resultados da sua aplicação e recomendado que os trabalhos fossem centrados no desenvolvimento de uma fase nova baseada nas exigências EURO VI;
· Discussão do cronograma de implantação das medidas necessárias (conceitualmente) para dar início à adequação da infraestrutura de laboratório e equipamentos para as medições exigidas pelos procedimentos futuros;
· Definição de um procedimento para a certificação de motores dual fuel – para isso, foi criado um Grupo de Trabalho à parte, que já concluiu o procedimento para Diesel/GNV;
· Aprimorar os procedimentos do Programa I/M para motores dotados de gerenciamento eletrônico, para tornar a inspeção mais abrangente e produzir maiores reduções de emissões.

O grupo trabalhou na elaboração de proposta de Instrução Normativa do IBAMA relativa ao OBD para veículos pesados Diesel, já aprovada sob No- 4.

Esta comissão tem parceria com governo e institutos: IBAMA, CETESB e AFEEVAS.

Consultor

HíBRIdos Pesados
Coord. Wilson Oliveira

Veículos Híbridos Pesados

Coordenador: Wilton Oliveira - Volvo
Vice-Coordenador: Alessandro Depetris – CNH/Iveco

O objetivo da comissão é desenvolver o procedimento para a medição de consumo e emissões em veículos híbridos pesados, associando a determinação do consumo energético do veículo às medições de consumo específico e emissões do motor, medidos pelos procedimentos tradicionais de certificação.

Esta comissão tem parceria com governo, institutos e associações: IBAMA, CETESB e ABNT.

Emissões e Consumo Motos
Diretor
Marcio Azuma

Aldeidos para motociclos
Coord. Lucio Tiba

Aldeídos para Motocicletas

Coordenador: Lucio Tiba - Yamaha
Vice-Coordenador: Eloy Mathias - Cetesb

A comissão foi criada para trabalhar na elaboração de um procedimento para a determinação de aldeídos nos gases de escapamento de motocicletas. Esta comissão possui apoio e participação ativa da ABRACICLO - Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares e da CETESB. Há a intenção de que estes trabalhos prossigam em expansão para a medição de etanol nos motores flex, a exemplo do que foi desenvolvido para os veículos leves.

segurança veicular
Diretor
Vilson Tolfo

segurança veicular
Coord. Carlo Gibran

Segurança Veicular

Coordenador: Carlo Gibran – Robert Bosch
Vice-Coordenador: Rodrigo Laurito - Volkswagen

A comissão técnica de segurança atua na área de maneira mais ampla possível, ou seja, indivíduo, veículo e via e já discutiu normas sobre para-choque, protetores laterais e faixas refletivas de veículos de carga, ABS e airbag, extintores de incêndio, ensaios de impacto, ITV, películas de vidros, dentre outros assuntos relevantes para a segurança veicular. Foram criadas recentemente as cartilhas de Airbag e ABS, proposta do cinto de 3 pontos para o assento central traseiro e cartilha do sistema de iluminação.

Atualmente esta comissão acompanha o trabalho da CTAV – Câmara Temática de Assuntos Veiculares do DENATRAN e estuda temas como: Sistemas de cadeirinhas para crianças tipo ISOFIX e LATCH; Desativação do airbag para pessoas com mobilidade reduzida e nanismo; Acompanhamento das Normas ABNT voltadas à segurança; acompanhamento dos trabalhos da CT de Renovação de Frota da AEA; criação de um parecer técnico do cinto de 3 pontos para o assento central traseiro, acompanhamento dos trabalhos da CT de Segurança para Testes de impactos, acompanha a implementação da norma para rodas sobressalentes, acompanha o Projeto de Lei que prevê a utilização do farol durante o dia, finalizada a cartilha de pneus e iniciada a elaboração de mais uma cartilha que abordará o engate traseiro.

Esta comissão tem parceria com governo e institutos: SPTRANS, ABNT, Polícia Militar e IPT.

seg. testes de impacto
Coord. Fabio Rossi

Segurança de Testes de Impacto

Coordenador: Fabio Rossi - Volkswagen
Vice Coordenador Vilson Tolfo Jr - Fiat

Os testes de impacto são uma forma de se avaliar a segurança dos veículos e seu desempenho para evitar acidentes e proteger o condutor e os pedestres. A Latin NCAP vem alcançando níveis cada vez mais altos de excelência na realização destes testes e a AEA, por sua vez, tem por objetivo formar a voz da indústria frente à Latin NCAP.

A Latin NCAP tem o mesmo formato do outros programas NCAP já existentes, porém é dirigida ao público consumidor da América Latina e Caribe e por isso, é necessário ter a visão continental e não somente nacional. Para tanto, a AEA tem buscado aproximação com associações do mesmo segmento em países vizinhos. O objetivo é que nos próximos dois anos a AEA efetue uma cooperação com a Argentina (ITA), com o México e a Colômbia. Além disto, o grupo já iniciou um trabalho conjunto entre a AEA e a ACEA na Europa. Este trabalho tem um caráter altamente estratégico, devida a vasta experiência da ACEA em representar a voz da indústria frente ao NCAP de forma geral.

Esta comissão tem parceria com governo, institutos e associações: Global Latin NCAP, KAMA, JAMA e ACEA .

reciclagem de veículos
Coord. Harley Bueno

Reciclagem de Veículos

Coordenador Harley Bueno – Representante da AEA na CTAV
Vice Coordenador Vilson Tolfo Jr - Fiat

O objetivo desta comissão é determinar através de diretrizes e procedimentos a reciclagem de veículos, remanufatura de peças, respeitando as leis, resoluções, normas vigentes e propondo novas soluções para os processos de descartes. Discussão de assuntos como proposta de resolução para reciclagem de veículos; correto descarte dos veículos leves e pesados; legislação nacional para baixa da documentação dos veículos; avaliação dos riscos do reaproveitamento de peças na reciclagem; avaliar o atual plano nacional de resíduos sólido, quanto aos itens veiculares.

Atualmente são discutidos assuntos como: Evento reciclagem; impacto ambiental proveniente do descarte de bolsas de air bag; equipamentos para moagem/picoteamento de materiais; reaproveitamento de peças; processo de reciclagem de materiais; mapeamento da reciclagem de resíduos pós triturador; descarte de bolsas de air bag; evento INVISTA sobre air bag; fabricantes de equipamentos para moagem.

Esta comissão desenvolveu a cartilha AEA de destinação final de materiais veiculares.

Esta comissão tem parceria com governo, institutos, associações e sindicatos: MDIC, MMA, SINDIREPA, DETRAN e SINDIPEÇAS.

Segurança Viária
Coord. Wagner Fonseca

Comissão Técnica de Segurança Viária

Coordenador: Wagner Fonseca
Vice- Coordenador: Daniel Bassoli, SGS

O objetivo desta comissão é contribuir com a segurança viária ligada à mobilidade, provendo suporte técnico ao poder público na definição de ações que visam a redução e prevenção de acidentes de trânsito assim como na redução da poluição atmosférica provocadas por veículos automotores.

A comissão técnica foi formada em agosto de 2015 e está discutindo internamente e com outras instituições, os cenários da segurança viária no Brasil e no mundo, principalmente no que tange a geração de estatísticas de trânsito, incluindo investigações de causas de acidentes e informações provenientes de programas de inspeção técnica veicular e ações de redução da poluição ambiental, como forma de gerar e organizar informações para tomadas de decisão pelas autoridades de trânsito.

combustíveis
Diretor
Rogério Gonçalvez

Diesel/Biodiesel
Coord. Christian Wahnfried

Combustíveis Renováveis para o Ciclo Diesel

Coordenador Christian Wahnfried – Bosch
Vice Coordenador Christian Wahnfried – Robert Bosch

O objetivo desta comissão é acompanhar a introdução do Biodiesel na matriz energética brasileira. O grupo já estudou a influência na especificação atual e nas anteriores do Biodiesel e a redação da cartilha de boas práticas do Biodiesel.

Esta comissão tem parceria com governo e institutos: INT e IBP.

Gasolina/Etanol
Coord. Franck Turcovics

Comissão Técnica de Gasolina/Etanol

Coordenador: Franck Turkovics, Peugeot Citroen
Vice-Coordenador: Sandra Garzuzi

O objetivo desta comissão é discutir a gasolina comercializada atualmente no Brasil: qualidade, evolução, especificações, adequação dos combustíveis gasolina e etanol às novas tecnologias de motores. Estudar a corrosão (relacionada ao combustível etanol) E100, a unificação do mercado de etanol no Brasil para 100% de etanol anidro.

Discussão sobre os aditivos: tipos e funções. Estudo da origem dos depósitos de válvulas formados no sistema de injeção direta, e nos bicos injetores. Evoluções dos setores gasolina e etanol em termo de oferta e capacidade de produção a médio e longo prazo.

acreditação de laboratórios
Diretor
Marcello Depieri

Ensaio de Proficiência de Lab. de Motores OTTO
Coord. Rodrigo Faggi

CT Ensaio de Proficiência de Laboratório de Motores Otto

Coordenadores: Rodrigo Faggi – Mauá

O objetivo da Comissão é contribuir para a acreditação dos laboratórios de testes de motores, promover correlações interlaboratoriais nacionais/internacionais e harmonizar procedimentos de ensaios.

Ensaio de Proficiência de Lab. de Motores Diesel
Coord. Mauricio Carrasco

CT Ensaio de Proficiência de Laboratório de Motores Diesel

Coordenadores: Mauricio Carrasco – MWM
Franklin Fernandes da Silva – Magneti Marelli

O objetivo da Comissão é contribuir para a acreditação dos laboratórios de testes de motores, promover correlações interlaboratoriais nacionais/internacionais e harmonizar procedimentos de ensaios.

motos
Coord. Ricardo Grotto

Emissões de Motos

Coordenador: Ricardo Grotto de Camargo - Honda
Vice-Coordenador: Rafael Sedano - Magneti Marelli

Esta comissão estuda a harmonização de normas e procedimentos de ensaios de emissões em motociclos e ciclomotores, a definição de cálculos de consumo, as correlações interlaboratoriais, e estudos sobre emissões de aldeídos e evaporativas, tudo isso através de correlações, que acontecem anualmente e que são administradas pelo próprio INMETRO.

O grupo já trabalhou com 03 rodadas de ensaios de correlação interlaboratorial com 5 motocicletas.

Esta comissão tem parceria com governo e institutos: INMETRO, CETESB e IMT

Veíc. Leves
Coord. Danilo Torres

Emissões de Veículos Leves

Coordenador: Danilo Torres - Danilo Torres
Vice-Coordenador: Edson Paixão - Umicore

Esta comissão foi criada com o objetivo de harmonizar os procedimentos de ensaios de emissões veiculares em veículos, para fazer com que os laboratórios de emissões tenham um mesmo grau de confiabilidade em seus resultados de emissões e consumo nos testes previstos.

São discutidos os assuntos da medição de emissões convencionais de acordo com a NBR 6601, as emissões evaporativas de acordo com a NBR 11481, as emissões de Aldeídos e Cetonas de acordo com a NBR 12026, as medições de Etanol não queimado de acordo com a NBR 15598, a medição de consumo urbano e estrada de acordo com a NBR 7024 e os assuntos relacionados com estas medições.

Esta comissão tem trabalhado na formulação de um guia de cálculos de incertezas de medição nos ensaio de emissões, assim como na discussão da realização de ensaios de proficiência entre a comissão da AEA e o INMETRO (já foram realizados seis ensaios de proficiência contando com a participação de todos os laboratórios de emissões nacionais).

Fazem parte desta comissão os laboratórios de emissões veiculares das montadoras sediadas no país, dos sistemistas, de fornecedores e entidades governamentais.

Esta comissão tem parceria com governo e institutos: INMETRO, CETESB, CETEC, LACTEC e IMT.

Lubrificantes
Diretor
Simone Hashizume (JX)

Lubrificantes
Coord. Roberta Miranda

Lubrificantes e Fluidos

Coordenador: Roberta Miranda - Ipiranga
Vice-Coordenador: Bernardo Vianna - Chevron

O objetivo é reunir todos os segmentos da indústria que possuem influência do produto lubrificante e fluidos, no intuito de disseminar informações, entrar em consenso e interagir com decisões de legislação e mercado.

Já foram discutidos assuntos como: mercado brasileiro e mundial de óleos básicos; lubrificantes, qualidade e níveis mínimos de qualidade no mercado brasileiro; óleos re-refinados; qualidade destes básicos; fluidos de freio, discussão sobre qualidade e necessidade de troca; aditivos para radiador, qualidade e necessidade de troca. Discussão da legislação sobre lubrificantes e produtos aftermarket e atualmente trabalham com uma proposta de norma para a ABNT sobre a troca de óleo.

Esta comissão tem parceria com governo, institutos e sindicatos: ANP, INMETRO, SIMEPETRO, SINDIREPA, SINDILUB e SINDIREF.

Eletro Eletrônica
Diretor
Jefferson de Oliveira

Eletro Eletrônica
Coord. Ricardo Takahira

Eletroeletrônica

Coordenador: Ricardo Takahira – Magneti Marelli

O objetivo é fomentar a eletroeletrônica nas empresas, escolas e entidades ligadas à mobilidade e estudar os veículos conectados e autônomos.

Esta comissão trabalha na realização de seminários anuais, participa no SIMEA e já estudou a aprovação de padrão RDS (Radio Data System) junto com a ANATEL e trabalha em conjunto com a comissão da ABNT de Eletromagnética e as 4 normas padrão ISO para o mercado nacional sobre a tecnologia TMC.

Esta comissão tem parceria com governo e associações: ANATEL, ABNT e ABERT.

Legendas

Diretoria

Grupo de Trabalho de Emissões Evaporativas – ORVR

Este grupo da AEA discute a criação de uma proposta sobre sistemas embarcados de controle de emissão de vapores originados durante o reabastecimento de combustível, apresentando estratégias para a redução da emissão evaporativa em movimento e no reabastecimento de veículos leves. Em 2015 foi realizado um ensaio completo de emissões, consumo e emissão evaporativa de reabastecimento, para demonstração e aprimoramento do método, tendo gerado uma última revisão de alguns detalhes. O procedimento foi finalizado e agora aguarda a aprovação final e encaminhamento para a CT Emissões de Veículos Leves.

Além disso, o GT já iniciou um segundo trabalho que é a elaboração de um outro procedimento para analisar a emissão evaporativa por um período de 48 horas seguidas, conforme os procedimentos norte americanos, já aceitos pelo CONAMA como alternativa ao atual, na sua Resolução 415/2009.

Comissão Técnica


GT's Especiais

Inovar-Auto
Diretor
Adriano Griecco

inovação
Coord. Christimara Garcia

Grupo de Trabalho Especial de Inovação

Coordenador: Christimara Garcia, Inventta+bgi e Adriano Griecco, GM
Vice-Coordenador: Carina Leão, Inventta+bgi

Em 2015 demos continuidade aos trabalhos do GTE Inovação, grupo formado pela AEA, ANPEI, Inventta+bgi, ANFAVEA,MCTI, MDIC, Sindipeças e USP, com o objetivo de fomentar as discussões sobre o Inovar Auto. No final de 2014 foi publicada a Portaria Interministerial MDIC/MCTI n.º 318/2014 fruto das discussões promovidas pelo GTE Inovação, disciplinando a metodologia para aplicação dos conceitos de P&D e Engenharia no âmbito do programa. Em março de 2015 a AEA promoveu o “Workshop Inovar Auto”, com o objetivo de apoiar todos os envolvidos a entender o procedimento de classificação dos projetos previstos na Portaria n.º 318/2014, com a participação da Inventta+bgi e dos representantes do MDIC e MCTI. Foi um momento importante para as empresas alinharem os conceitos da metodologia e esclarecerem dúvidas, individualmente, com o governo. Já em novembro de 2015, a AEA promoveu o curso “Inovar Auto na prática” com o objetivo de apresentar o programa e aprofundar os conceitos de P&D e Engenharia para aplicação prática da metodologia de classificação de projetos. Esse curso contou com instrutores especialistas que atuaram ativamente das atividades do GTE Inovação: Carlos Sakuramoto (GM e AEA), Carina Leão (Inventta+bgi), Christimara Garcia (Inventta+bgi), Edson Orikassa (Toyota e AEA) e Gilmar Laignier (FCA e ANFAVEA).

Em breve, a AEA irá disponibilizar o “Manual de Boas Práticas”, elaborado com base nos trabalhos do GTE Inovação, que apoiará as empresas em eventuais dúvidas relacionadas ao Inovar Auto.

TBD
Diretor
TBD

PCVE
Coord. Sylvia Talyta

PCVE – Programa Brasileiro de Combustíveis, Tecnologias Veiculares e Emissões

Grupo de Trabalho Especial PCVE – Programa Brasileiro de Combustíveis, Tecnologias Veiculares e Emissões(Auto Oil)
Coordenador: Sylvia Talyta Ferreira, Toyota

O grupo trabalha em pesquisas para o levantamento de dados técnicos relacionados às emissões de poluentes do binômio veículo-combustível e o impacto na qualidade do ar. O objetivo final é desenvolver modelos matemáticos para que as previsões sejam mais precisas e confiáveis para o mercado de combustíveis brasileiro. Foram conduzidos mais 1400 testes com 11 combustíveis (Gasolina, Etanol e Diesel) e veículos passageiros (todas as fases do PROCONVE), motos (todas as fases do PROMOT) e motores para caminhões estão em preparativos. Em paralelo aos ensaios, com os resultados, está sendo realizada uma simulação, coordenada pela USP e UTFPR, com dados preliminares, objetivando testar o software.

Emissões Evaporativas ORVR
Coordenador
Gabriel Branco

Environmentality

Cartilha
ARLA 32

Coord. Jeferson de Lima

Consultor

Grupo de Trabalho Cartilha de ARLA 32

Coordenador: Jeferson de Lima
Vice-Coordenador: Angelo Alves, UMICORE

O objetivo da formação desse grupo de trabalho é criar uma cartilha para auxiliar a fiscalização dos órgãos responsáveis e promover uma conscientização social para evitar a burla efetuada no ARLA 32, pois os poluentes que são jogados na atmosfera através dos escapamentos dos caminhões são os que mais afetam o meio ambiente. Além da participação técnica nesse grupo, contamos também com participantes da Polícia Rodoviária que nos alerta sobre o que acontece de fato nas rodovias durante a fiscalização, o que contribui de forma mais ampla na confecção da cartilha, que será distribuída para a sociedade.